#novembroazuloficial            #novembroazul

PUBLICAÇÕES >> Dissertações de Mestrado
Teste imunoenzimático visual para detecção de glicoproteínas associadas à prenhez em ovelhas

Autores
Camila de Miranda e Silva Chaves

Resumo

O diagnóstico precoce da gestação visa o aumento da produtividade e otimização dos sistemas de criação animal. Na investigação de métodos mais precoces de detecção da prenhez, foram descobertas as glicoproteínas associadas à prenhez (PAG), que são produzidas pela placenta dos mamíferos euterianos e pertencem à família das proteases aspárticas. Liberadas na circulação periférica materna logo após a implantação podem ser um indicador de gestação para muitas espécies, variando a quantidade de PAG e o tempo de aparecimento. O Idexx Visual Pregnancy Test é um ensaio ELISA-PAG visual que detecta PAG no sangue materno e permite a leitura visual dos resultados pela coloração das amostras; no entanto foi validado apenas para bovinos, nos quais são detectadas, com melhor precisão, a partir de 28 dias de gestação. Com o objetivo de avaliar o ELISA-PAG visual para a espécie ovina, foram utilizadas duas raças ovinas brasileiras, Santa Inês e Morada Nova, em quatro fases. Na primeira fase foram utilizadas 41 ovelhas, diagnosticadas como positivas para prenhez, por ultrassonografia. Amostras de sangue foram colhidas aos 26, 28, 30 e 32 dias, após a observação da última cobertura natural, e utilizadas para realização, em duplicata, do diagnóstico de prenhez pelo ELISA-PAG visual, com base na presença de PAG. Na segunda fase, amostras de sangue foram colhidas 30 dias após inseminação artificial, de 65 ovelhas Santa Inês, para diagnóstico gestacional pelo ELISA-PAG visual. Posteriormente, na terceira fase, com o intuito de se conhecer o tempo de detecção sérica das PAG nas ovelhas, após os 30 dias de gestação, continuaram-se as colheitas de sangue em 10 ovelhas, a cada sete dias até 92 dias pós-parição. Na quarta fase, foram utilizadas 34 fêmeas ovinas, sabidamente não prenhes, para avaliar o teste quanto à identificação de ovelhas negativas. A detecção ou não detecção de PAG foi analisada pelo modelo logístico do PROC GENMOD do SAS e as diferenças foram detectadas pelo teste qui quadrado. Os resultados da primeira fase, com amostras de 26, 28, 30 e 32 dias de gestação, pelo ELISA-PAG visual, mostraram percentual positivo de 75,0, 93,2, 97,6 e 97,6, respectivamente. Na segunda fase, das 65 ovelhas inseminadas, 49 estavam gestantes à ultrassonografia sendo todas diagnosticadas corretamente como positivas; contudo houve a presença de um diagnóstico falso positivo pelo ELISA-PAG visual. Na terceira fase, as PAG permaneceram na circulação periférica das fêmeas durante todo o período pré-parto até a parição e pós-parto, até o 7º dia em 100% das ovelhas, decaindo após esse período. Entretanto, as PAG se mantiveram circulantes em 30% das ovelhas durante todo o período avaliado (92 dias). Na fase de identificação das fêmeas não prenhes, pelo ELISA-PAG visual, 97,06% das ovelhas foram diagnosticadas como negativas para prenhez e 2,94% positivas, indicando novamente a presença de um falso positivo. Conclui-se que o ELISA-PAG visual é um método eficaz, prático e rápido para o diagnóstico precoce de gestação em ovelhas. O ELISA-PAG visual pode ser aplicado às ovelhas a partir do 30º dia de gestação.

Palavras-chave: diagnóstico de gestação, ELISA, PAG.

Íntegra (PDF)


Veja todas as publicações



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir